Tag

Arquivos café • Carneiro Alimentos

Cafés pelo Mundo: Os Cafés de Paris

By | Curiosidades

Se Constantinopla (atual Istambul), na Turquia, foi o berço das Casas de Café, Paris foi a cidade que consolidou o charme das cafeterias no Ocidente.

Quando um turista chega em Paris já percebe que os cafés fazem parte do cotidiano da cidade. Um parisiense normalmente começa seu dia num café, tomando a bebida com um croissant e lendo as notícias. Nos dias mais quentes, suas varandas ficam lotadas até tarde da noite, mostrando uma das mais caraterísticas imagens da Cidade Luz.

Essa história começa em meados do século XVII, quando o café a Paris (1669) e anos depois o italiano Francisco Procopio dei Coltelli criava o que se tornaria a primeira cafeteria parisiense: o Café Procope. Logo, o requintado lugar passou a abrigar escritores, poetas, atores e músicos. Rousseau, Diderot e Voltaire, entre outros, bebiam quantidades absurdas de café no Procope, que teve até o jovem Napoleão Bonaparte como cliente. Muitas outras cafeterias ganharam destaque na cena cultural e intelectual da cidade, como Aux Des Margots, Café de Flore e o Café de la Paix, visitado até mesmo pela realeza.

Em casa, os franceses costumavam a servir o café com baguete e era comum mergulhar esse pão na bebida. Provavelmente, foram os primeiros a tomar o café com leite – o famoso “café au lait” – e a servir o café após o jantar em pequenas xícaras com um pouco de licor para ajudar na digestão.

Em meados da década de 1850, após grandes transformações históricas (Revolução Francesa, ascensão e a queda de Napoleão etc.), o público dos cafés começava a se tornar mais diverso com a admissão de cavalheiros de ascendência menos nobre, assim como algumas pouquíssimas mulheres. Na virada para o XX, Paris – que já colecionava algumas centenas de cafés – vivia o auge do período de euforia conhecido como Belle Epoque e acolhia um número cada vez maior de imigrantes e de artistas de todos os matizes, atraídos pela aura inspiradora da cidade.

Ao longo do século XX, muito se discutiu, produziu e se testemunhou à mesa dos cafés parisienses: artistas, intelectuais, filósofos, escritores, mecenas, homens de destaque e pessoas comuns ali compartilharam com angústia as notícias da 1ª e 2ª Guerra Mundial.

E foi assim que ao longo dos séculos, o café foi sendo convertido em um verdadeiro personagem da história francesa: mais do que um lugar de memória, de convívio e de socialização, o café foi testemunha de um processo histórico diversificado, onde viveu-se, escreveu-se e ainda se escreve a História.

 

Fontes: BANKS, M.; McFADDEN, C.; ATKINSON, C.  The World Encyclopedia of Coffee.  London: Annes Publishing Limited, 1999  256p.

Conexão Paris

Cafés pelo mundo: O café turco

By | Curiosidades

Considerado Patrimônio Cultural da Humanidade desde 2013, pela UNESCO, o Café Turco tem o início de sua história entre os séculos XV e XVI.

Registros árabes do séc XVI contam que as primeiras Casas de Café em Constantinopla (atual cidade turca de Istambul) surgiram por volta de 1554 e logo se tornaram uma tendência. Esses estabelecimentos eram rica e confortavelmente decorados com suntuosos sofás, tapetes e almofadas. Recebiam intelectuais, amantes de xadrez e outros jogos e eram entretidos com contadores de estórias. poetas, músicos e dançarinos. Tais cafeterias cresceram em número e abrigaram membros de diversas classes sociais e com diferentes interesses – “networking”, ciência, arte e diversão.

A bebida já era um hábito. Os turcos a consumiam tanto em casa quanto nas cafeterias. Dizia-se que em Constantinopla se gastava tanto com café quanto com vinho em Paris.

A medida em que o café se desassociava dos rituais religiosos, as Casas de café – Qahveh Khaneh – se espalhavam por todo o Oriente Médio. Pequenos estabelecimentos que só preparavam e vendiam a bebida e até mesmo ambulantes estavam por todos os lados.

Nenhuma interação social estava completa sem um café, que era servido em barbearias antes de um corte de cabelo, por comerciantes antes de qualquer negociação, entre amigos e em banquetes formais. Não havia sequer uma casa de ricos ou pobres, turcos, judeus, grecos ou armênios, em que não se tomasse ao menos duas xícaras de café ao dia.

Não há dúvida que Constantinopla foi o berço de muitos dos hábitos relacionados ao consumo de café que até hoje mantemos no nosso dia a dia.

No início, o café era preparado com o grão inteiro sendo torrado em pratos de metal e depois fervidos em água. Com o aumento da demanda e com o interesse em se obter cada vez mais uma bebida melhor, o café depois de torrado passou a ser moído para ser fervido com a água. Nascia assim o famoso Café Turco que em 2013 passou a integrar a lista de Patrimônio Cultural da Humanidade, pela UNESCO.

O Café Turco é preparado com o pó de café finamente moído (pulverizado) com água em um recipiente especial chamado ibrik, tradicionalmente feito de cobre.  A água com o pó é fervida (com ou sem açúcar) e depois a mistura é colocada numa xícara sem que seja filtrado. Antes de beber, deve-se esperar alguns minutos para que o pó decante no fundo da xícara. A bebida é tomada até que se sinta os primeiros traços de pó nos lábios. Algumas especiarias, como cardamomo, anis estrelado e canela também podem ser acrescentados para incrementar o sabor da bebida.

Mas a tradição do café Turco não para por aí. A borra do café que fica no fundo da xícara pode ser usada para a leitura da “sorte”. Depois que o café é bebido, a xícara é virada ao contrário no pires para que a borra se espalhe e esfrie. As “imagens” formadas na louça são então lidas, num processo chamado de Kahve Fali ou cafeomancia.

Cá pra nós, sorte mesmo é poder deliciar um belo Café Carneiro, não é mesmo?!!!!

 

Fontes: https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Caf%C3%A9_turco

BANKS, M.; McFADDEN, C.; ATKINSON, C.  The World Encyclopedia of Coffee.  London: Annes Publishing Limited, 1999  256p.

Mito ou verdade: Café ajuda na prática esportiva?

Mito ou verdade: Café ajuda na prática esportiva?

By | Curiosidades

Já comentamos aqui em nosso blog sobre os efeitos energéticos do café, comparando-o com alguns tipos de bebidas energéticas que podemos encontrar no mercado. Hoje vamos um pouco além, vamos falar do café como um suplemento para a atividade física. Afinal, café ajuda na prática esportiva? Continue a leitura e descubra!

Bebidas esportivas e suplementos são bastante populares entre atletas e praticantes de atividade física. Recentemente o café também começou a ganhar destaque nesse meio, principalmente pela crescente preocupação em ingerir produtos cada vez mais naturais, evitar açúcar e aditivos artificiais (aromatizantes, corantes, conservantes). Além do próprio café filtrado, espresso ou cold brew (vamos falar dele logo logo, aguarde!) o café também vem sendo usado como ingrediente em bebidas suplementares pré-treino, misturado com cacau, especiarias, leite de coco e outros ingredientes.

Todos os benefícios que o café traz à nossa saúde podem potencializar nossa performance na prática esportiva. Como já comentamos aqui,  a cafeína presente no café melhora a performance cognitiva e psicomotora. Isso acontece pois aumenta o estado de alerta, a energia, a capacidade de concentração, o desempenho em tarefas simples, a atenção auditiva e o tempo de retenção visual, diminuindo a sonolência e o cansaço.

Além da cafeína, os antioxidantes do café sendo os ácidos clorogênicos os principais deles, apresentam efeitos positivos na prevenção de doenças degenerativas, cardiovasculares e neurológicas.
E claro, sendo uma bebida termogênica acelera nosso metabolismo e aumenta o gasto calórico. Contribuindo assim, para a perda de peso.

Mas, como sempre alertamos, o consumo deve ser de acordo com o seu bem-estar ao consumir a bebida, sem causar taquicardia ou outros efeitos negativos. O consumo moderado e a orientação médica são fundamentais para o melhor resultado à sua saúde.
Assim, se você se sente bem, tomar um belo Café Carneiro coado antes dos treinos pode ajudar na sua performance, contribuindo para o alcance dos resultados desejados. O efeito da cafeína pode ser rápido ou levar até 50 min para ser percebido e seu efeito máximo pode acontecer em até 2 horas após a ingestão. O cafezinho permanece em seu organismo por até 4 horas. Mas claro, isso pode variar de acordo com o metabolismo de cada um.

Cuide-se!!!

Referência: https://perfectdailygrind.com/2020/11/can-you-use-coffee-as-a-fitness-supplement/

Método de preparo de café: clever dripper

Métodos de Preparo: conheça o Clever Dripper

By | Curiosidades

Dando continuidade à apresentação de mais um método de preparo, hoje vamos falar da Clever Dripper – um método que combina infusão e filtragem em papel, permitindo também o maior controle da intensidade da bebida extraída.

Este método é relativamente recente – tem em torno de 10 anos – e surgiu em Taiwan (também usado para preparo de chás). Vem se popularizando pela facilidade e possibilidades de diferentes perfis sensoriais. Isto é, para um mesmo tipo de pó, varia-se a proporção do pó de café e água com o tempo de infusão.

O grande diferencial deste método é um sistema exclusivo de válvula que permite o controle do fluxo de extração. Essa válvula, de silicone só é aberta quando o suporte de filtro é apoiado sobre um recipiente ao qual se encaixe (xícara, caneca ou copo, sempre compatíveis com o tamanho da Clever). O equipamento possui uma tampa que o mantém fechado e um pires ao qual fica apoiado durante a infusão (e após, para evitar respingos).

A infusão pode durar de 2 a 4 minutos, pois mais que isso pode amargar a bebida. E a extração é interrompida assim que a Clever é retirada da xícara.

Para não perder o costume,  indicamos o Carneiro Tradicional ou nosso Café Carneiro Espresso em grãos, caso você tenha um moedor em casa. Faça testes com as proporções de pó de café e água, com o tempo de infusão e descubra com quais quantidades e tempo você extrai o melhor Café Carneiro.

Clever Dripper permite preparar um café totalmente de acordo com a sua preferência!

Depois, como sempre, é só saborear seu Café Carneiro em mais um método de preparo diferente!

 

Tem alguma dúvida sobre Café? Envie para nós!

Não esqueça de nos acompanhar em nossas redes sociais: @cafecarneiro!

 

Aprenda a fazer Máscara de Café em casa

Aprenda a fazer Máscara de Café em casa

By | Curiosidades

O café não é só uma bebida incrível e indispensável no nosso dia a dia. O grão que nos dá essa bebida também contém componentes que nos fazem bem por dentro e por fora. Sim, além de trazer benefícios à nossa saúde, também é para a nossa pele! Continue a leitura e aprenda a fazer uma máscara de café!

Do grão cru – que chamamos de café verde – é extraído (prensado a frio) um óleo essencial com propriedades benéficas para nossa pele. Esse óleo é muito rico em antioxidantes potentes que atuam no processo antienvelhecimento. Com propriedades de proteção aos raios UVA e UVB, chega até a um fator de proteção solar (FSP) 8, além de nutrientes e clareadores. Com todos esses benefícios é claro que já existem no mercado algumas linhas de cosméticos que utilizam o óleo de café em muitos produtos de tratamento para corpo e rosto.

Mas, você sabia que pode usufruir desses benefícios de uma forma artesanal aproveitando a borra do Café Carneiro que é preparado todos os dias em sua casa? Quando você “passa” seu cafezinho, perceba que fica um pouquinho de óleo na água que acaba retido no papel do filtro e na borra. Esse óleo, mesmo sendo extraído do café torrado, preserva muito dos componentes e propriedades do óleo essencial extraído do café cru. Assim, usar a borra do café com regularidade pode trazer benefícios surpreendentes para a pele!

Como preparar a máscara de café?

A melhor forma de usar a borra em casa é como máscara de café esfoliante. A esfoliação é um importante procedimento antienvelhecimento, pois a remoção das células mortas estimula a produção de colágeno e células novas.

Faça seu esfoliante misturando 1 colher de sopa de borra e duas de óleo, que pode ser de coco, amêndoa, oliva, uva ou rosa mosqueta. Para pelas mistas, os mais indicados são os óleos de coco e amêndoa. Para peles mais ressecadas, opte pelos óleos de oliva ou uva. Mas, se quiser investir um pouquinho mais nesse ritual, use o óleo de rosa mosqueta que além de intensificar as propriedades de clareamento, também auxilia no tratamento antienvelhecimento.

Depois de preparar sua mistura de borra e óleo, aplique na pele com movimentos circulares bem suaves em toda a extensão do rosto e deixe por aproximadamente 10 min. Em seguida, lave com um sabonete neutro, de preferência natural/artesanal e use um hidratante apropriado. Essa esfoliação pode ser feita até duas vezes por semana.

Além do rosto, o esfoliante também pode ser usado no corpo, especialmente em área com celulite como um coadjuvante no tratamento. Nas áreas afetadas, faça uma esfoliação vigorosa e deixe a mistura na pela também por uns 10 minutos antes do banho.

Para construção deste texto, tivemos a contribuição de Simone de Lima Machado (@moa.alquimias), uma Itapevense, Bióloga e especialista em Cosmetologia Natural, que sabe muito das maravilhas da Natureza que podem melhorar nossa qualidade de vida.

Aproveite a dica e divirta-se cuidando de você e de quem você ama!

Gostou dessa dica? Compartilhe com os amigos e família!

Tem alguma dúvida sobre café ou sugestão? Mande para nós clicando aqui.

Conheça o Kalita Wave

Métodos de Preparo: conheça o Kalita Wave

By | Curiosidades

Se você vem acompanhando nosso blog, já deve ter notado que existem diversos métodos de preparo para um bom café. Os diferentes tipos proporcionam bebidas com características sensoriais peculiares e, convenhamos, isso quebra qualquer rotina!Hoje vamos falar de mais um método de preparo usando filtro: o Kalita Wave.

Este método, que inclui suporte e filtro de papel, foi criado em 1958, no Japão pela Kalita Co – principal concorrente da Hario. O desenho do suporte e a forma sanfonada do filtro de papel fazem com que a bebida fique mais encorpada que nos outros métodos que também utilizam filtro. Isso acontece porque o Kalita Wave tem formato cônico com um fundo plano e três furos pequenos, fazendo com que o pó fique mais tempo em contado com a água quente. Além disso, o filtro de papel sanfonado (como uma forminha de brigadeiro) com 20 ondulações, favorece que a água desça de maneira mais uniforme, quase sem tocar na parte interna do suporte. Esse formato de filtro também possibilita que o ar entre no filtro e o suporte impeça a água de perder calor rapidamente.

Quanto ao material do suporte, o mais indicado é a cerâmica (existem também os de metal e de vidro) que além de reter melhor o calor da água, dura por muitos anos sem qualquer interferência no sabor da bebida.

Dicas para uma extração melhor que o café pode oferecer com o Kalita Wave:

  • Use água mineral ou filtrada com temperatura em torno de 96oC (início da fervura);
  • Escalde o filtro de papel antes de colocar o café para tirar o sabor do papel;
  • A proporção água/pó pode variar de acordo com seu gosto pessoal. Uma sugestão pode ser: para um café mais suave, 300ml de água para 20g de café;
  • Primeiro coloque um pouco de água para umedecer o pó e espere uns 30 segundos (aproveite para observa a água entrando em contato com o grão liberando bolhas e um aroma delicioso – efeito bloom)
  • Despeje o restante da água de forma regular e continue em movimentos circulares. Uma chaleira de bico alongado ajuda bastante nesse processo

Para este preparo indicamos o Carneiro Tradicional ou nosso Café Carneiro Espresso em grãos, caso você tenha um moedor na sua casa.

Depois é só saborear seu Café Carneiro em mais um método de preparo diferente!

Tem alguma dúvida sobre Café? Envie para nós!

Não esqueça de nos acompanhar em nossas redes sociais: @cafecarneiro!

Faça o Cantinho do café na sua casa

Faça um cantinho do café na sua casa!

By | Curiosidades

De tendência na decoração a item obrigatório nos lares dos apaixonados por café, o “ Cantinho do Café” é um espaço (seja ele qual for) mágico. Nele, você pode preparar sua bebida preferida, relaxar, dar uma pausa na correria do seu dia, receber amigos e reunir a família.

Do silêncio revigorante à prosa que alegra a alma, esse espaço se tornou ainda mais necessário em tempos de isolamento social. Quando o “home office” nos deixou distantes dos “cafés” das empresas e daquelas pausas necessárias ao longo do expediente.

Mas tem ambiente certo para o tal Cantinho? Claro que não! Você pode montá-lo em qualquer lugar da sua casa, desde que haja espaço para uma cafeteira, algumas xícaras, pote de café, açúcar ou adoçante e vale até garrafa térmica. O importante é que o espaço proporcione praticidade para o seu dia a dia, deixando à mão tudo que você precisa para seu “momento café”. Pode ser na sala de TV ou jantar, na cozinha, escritório, na entrada de casa, embaixo de uma escada, na varanda, no quintal e até no corredor. Você só precisa adaptar os utensílios ao espaço que você tem.

Itens indispensáveis para o seu cantinho do café

Outro item essencial é uma bandeja, ela possibilita levar seu cantinho ou parte dele onde bem desejar. Você pode deixá-la sobre uma mesa de centro, um aparador, em uma estante ou rack, na mesa de refeições ou na bancada da cozinha. Utilize dos ganchos, prateleiras e nichos para colocar os outros utensílios do seu cantinho do café.

Se você quiser investir no seu cantinho com acessórios diferenciados como filtros Hario 60, moedores (para usar nosso Café Espresso em grãos e moê-lo na hora do preparo), veja as dicas do nosso blog sobre modos de preparo para se inspirar.

Busque ideias na internet, há opções, tamanhos e bolsos para todos os gostos, mas não esqueça do mais importante: deixe seu Cantinho do Café com a sua cara. Aproveite do que já tem em casa: xícaras antiguinhas, copos variados e canecas avulsas podem dar seu charme. Escolha sua cafeteira preferida e, claro, seu Café Carneiro! Assim, seu cantinho além de aconchegante, ficará um verdadeiro encanto!

Tem alguma dúvida sobre Café? Envie para nós!

Não esqueça de nos acompanhar em nossas redes sociais: @cafecarneiro!

Receita Café com Leite Queimado

#SegredoCarneiro Receita de Café com Leite Queimado

By | Receita #SegredoCarneiro

Tem algumas receitas que são ótimas para esquentar esses dias frios e outras que além de esquentarem o corpo, também aquecem a alma… essa receita de Café com Leite Queimado é simples e hoje vou te contar porque ela é tão especial e vem esquentando minha alma desde sempre:

Quando criança, sempre que tinha dor de garganta no inverno úmido e gelado de Itapeva-SP, minha mãe fazia uma delícia de leite queimado para mim. Não sei se melhorava a garganta, mas melhorava meu coração, que ficava quentinho e feliz com aquele carinho de mãe.

Do “leite queimado” puro, para o “café com leite queimado” não precisou muito: era só juntar o carinho da minha mãe com o do meu pai (sim, eu achava que meu pai “fazia” café) e desse amor de família nasceu essa bebida para aquecer o coração, a alma e o corpo.

E mais do que contar um pouco da tradição da família Carneiro, olha só a simplicidade para esse Café com Leite Queimado:

 

Ingredientes

  • Café Carneiro feito bem forte
  • 1 colher (sopa) de açúcar demerara
  • 1 colher de açúcar mascavo
  • Canela e noz moscada para “temperar”
  • 1 xícara de leite

Modo de Preparo

Coloque os açúcares para “derreter” em fogo alto e assim que começar a borbulhar acrescente o leite (se o açúcar “queimar” muito pode amargar a bebida). Tempere com um pouquinho de canela e noz moscada (se você gostar, é claro) e depois é só colocar o Café Carneiro e deixar a alegria tomar conta de você!

 

O que achou do #SegredoCarneiro Café com Leite Queimado? Essa receita faz parte do nosso baú de segredos da geração Carneiro. Portanto, se fizer aí na sua casa, tira uma foto, compartilhe em suas redes sociais, marque @cafecarneiro com a #SegredoCarneiro, vamos adorar te acompanhar!

Tem alguma receita com café para indicar? Entre em contato conosco para compartilharmos aqui em nosso blog com o seu nome!

Métodos de preparo: conheça o Hario V60

Métodos de preparo: conheça o Hario V60

By | Curiosidades

Os métodos de filtração são os mais usados no dia-a-dia para o preparo do café na maioria dos lares brasileiros. Já comentamos sobre a escolha de filtro , mas você sabia que o tipo de suporte de filtro interfere na qualidade da extração da bebida?

Hoje vamos contar um pouco sobre o Hario V60, você conhece esse método?

O Hario V60 é um suporte de filtro similar aos convencionais. Hario é o nome da empresa japonesa que desenvolveu o filtro usando vidro 100% natural. Sempre em evolução, o filtro já foi produzido em cerâmica, plástico e metal. Uma das versões mais recentes, desenvolvida em cobre, faz com que o filtro entre rapidamente em equilíbrio térmico com a água melhorando ainda a mais a extração da bebida.

Embora se pareça com os filtros convencionais, são as diferenças que tornam o Hario V60 um filtro especial:

  • O formato cônico com um ângulo de 60o (daí o V60 do nome) que faz com que o tempo de contato da água com o pó de café seja maior, prolongando o tempo de extração, podendo proporcionar uma bebida mais encorpada;
  • A presença de ranhuras em espiral em sua parede interna que proporcionam maior aderência do papel, ajudam a evaporação dos gases e consequentemente na maior expansão do pó de café, melhorando a extração dos compostos aromáticos;
  • Uma abertura bem maior na base que permite variações da intensidade da bebida em função da velocidade do fluxo de água despejada no pó. Ao colocar água lentamente, a bebida fica mais intensa e encorpada. Ao aumentar a velocidade, a extração acelera e a bebida fica mais fraca;

#DicaCarneiro Para ter maior controle do resultado da extração da bebida, utilize uma chaleira de bico fino (ou “bico de ganso”) para despejar a água sobre o pó em movimentos circulares, controlando mais facilmente a velocidade da água.

Tem alguma dúvida sobre Café? Envie para nós!

Não esqueça de nos acompanhar em nossas redes sociais: @cafecarneiro

mito ou verdade: borra de café é benéfica para plantas?

Mito ou Verdade: borra de Café é benéfica para plantas?

By | Curiosidades

Você já deve ao menos ter ouvido falar que borra de café pode ser usado como adubo, não é? Uma busca pela internet e várias informações podem aparecer sobre o tema.

Facilitamos a sua vida e fizemos aqui um resumo do que você pode ou não fazer com suas plantas usando café.

A borra de café pode ser usada como adubo por conter vários nutrientes para as plantas, um deles é o nitrogênio, por exemplo. Mas é preciso cuidado com o excesso e com a forma de colocá-la, pois se errar na quantidade, a borra pode destruir sua planta!

Portanto, use sempre em pequenas quantidades, espalhadas ao redor da planta e, se possível cubra com uma camada de folhas (se a plantação for no solo ou vazo grande) para equilibrar a mistura. Em vasos pequenos, aplique o mínimo que conseguir. A melhor forma para seu uso é na compostagem, preferencialmente com outros materiais marrons como folhas e gravetos; a quantidade de borra não deve ultrapassar 20% do total da compostagem em peso para não desequilibrar o adubo e garantir o melhor para sua planta.

Há também quem use a borra para espantar algumas pragas. Embora não haja estudos científicos comprovando sua eficácia, os conhecimentos passados de geração em geração não precisam ser desprezados. Você pode misturar a borra de café com cascas cítricas (laranja, limão, tangerina) e espalhar pela horta ou jardim, mas lembre-se de nunca exagerar na quantidade!

Outra forma é aproveitar o resto de café que esfria na garrafa térmica ou na cafeteira, desde que esteja sem açúcar! Sabe como? Você pode diluí-lo na proporção de 1 xícara de café preparado com mais ½ xícara de água e borrifar nas plantas, sempre com cautela e sem exceder na frequência.

É muito importante observar o comportamento da planta depois do uso da borra ou do líquido com café. Lembre-se que cada planta tem uma necessidade e pode precisar de nutrientes específicos. Observe nas plantas pequenas, se notar que a planta “não gostou” ficando amarelada, com folhas sem viço, retire qualquer resquício de borra.

Por fim, enquanto aprecia as duas plantas, que tal preparar para você e sua família uma xícara de Café Carneiro?

Tem alguma dúvida sobre Café? Envie para nós!

Não esqueça de nos acompanhar em nossas redes sociais: @cafecarneiro!